aparelhos das tomadas

Sabemos bem que a tarifa da conta de luz vai sofrendo alterações ao longo do ano0, e em algumas dessas situações o orçamento não acompanha e acaba pesando no bolso do brasileiro. 

Quando se trata de realizar economia de energia, muitas são as dúvidas que vão surgindo em nossa mente, coisas simples como por exemplo, como podemos de fato economizar energia elétrica em nossa residência? É possível gastar menos energia? Como fazer o racionamento do consumo de energia? O que ainda não pode ser do conhecimento de todos, é que algumas pequenas mudanças, que podem transformar radicalmente o resultado da sua conta no final do mês. Você sabia que as tarifas de energia são medidas com base em impostos, na taxa fica e no consumo kWh médio entre o mês atual e o mês anterior? 

Pensando em influenciar no consumo consciente e também ajudar você que quer fazer economizar de energia e consequentemente poupar um dinheiro no final do mês, vamos apresentar as melhores dicas para economizar energia na sua casa. Fique de olho. 

Como economizar energia elétrica? 

Antes de mais nada, é importante compreender que todos possuem um papel fundamental na batalha contra o desperdício de energia elétrica. Talvez você já tenha se questionado, mas como eu posso fazer uma coisa dessas? Por incrível que pareça, a resposta é bem simples, quando passamos a adotar algumas mudanças nas atividades do dia a dia, o consumo de energia pode reduzir consideravelmente e consequentemente gastamos menos dinheiro e de quebra ainda aumentamos o tempo de vida dos recursos não-renováveis o que ajuda na preservação do meio ambiente. 

Como gastar menos energia elétrica?

Um dos primeiros passos seria o planejamento da sua casa, procure escolher cores mais claras para pintar os tetos e paredes, isso ajuda com que o ambiente da casa fique naturalmente mais iluminado e dispensa a necessidade de ficar com a luz acesa em alguns horários do dia. Outra boa ideia que favorece esse tipo de iluminação natural dos cômodos é quando colocamos janelas em pontos estratégicos que proporcionam a entrada de luz solar na maior parte do dia. Sempre que puder, deixe as cortinas abertas e permita a entrada da luz do sol. 

O que fazer para reduzir o consumo de energia?

A seguir vamos apresentar as melhores dicas de como você pode economizar energia e fazer uma redução na conta de luz no final do mês. 

1.  Mudança de hábitos 

Procure fazer uma avaliação dos seus hábitos de consumo. Se você está planejando começar a economizar energia, vai ser necessário procurar uma reeducação de hábitos de consumo. Às vezes por descuido ou esquecimento acabamos deixando um lâmpada acesa, um carregador solto pela tomada. Tudo isso pode influenciar no valor final da sua conta de luz. Faça uma listagem das suas atitudes e veja quais os pontos precisam de uma melhoria. 

2. Faça a troca das lâmpadas 

Hoje podemos encontrar diversos modelos de lâmpadas no mercado. A diferença entre esses modelos é basicamente relacionado a dois fatores: economia de energia e preço. Você precisa saber que pagar menos em um modelo pode gerar um aumento significativo na sua conta de luz no final do mês.

As versões mais econômicas podem reduzir o consumo de eletricidade em cerca de 80%, além de terem um preço menos salgado. A lâmpada de LED, ainda tem um preço um pouco mais elevado, são as mais eficientes do que as tão utilizadas de luz branca, e ainda possuem um vida útil de até vinte anos. Quando analisam a longo prazo, fazer a troca por esse tipo de iluminação pode ser bem interessante. 

3. Controle a duração do banho dos pequenos

Sem dúvidas crianças são sinônimo de alegria em casa. E quando elas gostam de tomar banho então, não tem nada nem ninguém que as segure ou as façam parar. Se você quer passar a economizar um pouco na conta de energia, tente passar a controlar o período do banhos das crianças. 

4. Desconecte os aparelhos das tomadas

Você sabia que os aparelhos continuam consumindo energia quando estão plugados na tomada? Sim, isso provoca um consumo de maneira constante e silenciosa. Isso ocorre porque há pontos de luz nas tomadas da sua casa. Procure tirar os aparelhos das tomadas toda vez que não estiver utilizando, e veja o efeito que provocará no seu bolso.  

5. Tente comprar eletrodomésticos mais eficientes

Hoje em dia podemos encontrar selos de eficiência em muitos dos eletrodomésticos disponíveis no mercado. O selo Procel é de suma importância, principalmente em itens utilizado com muita frequência como forno microondas, geladeiras cafeteira. Quando mais eficientes, maior será a economia de energia. 

6. Painel solar em casa

Uma boa ideia para ajudar na economia de energia seria a instalação de painéis solares em sua casa. Mesmo ainda sendo muito caros, vale a pena o investimento quando observamos a longo prazo, sem fala que é uma fonte de energia renovável e limpa. 

7. Não recarregue celulares a noite inteira

Se a bateria do seu celular não estiver totalmente esgotada, evite deixá-lo ou qualquer outro aparelho conectado ao carregador durante toda a noite. Isso provoca um consumo de energia elétrica mais do que desnecessário, além de reduzir a vida útil da bateria do equipamento, e ao contrário do que muitos pensam isso não garante que a carga dure por mais tempo. 

debito automatico

Vale a pena colocar as contas em débito automático da TIM? Se você tem essa dúvida, neste artigo a gente explica as vantagens e desvantagens de obter o serviço para os usuários da operadora telefônica TIM.

Quando a questão é pagamento em dia, o débito automático acaba sendo uma vantagem para o cliente não esquecer a data de vencimento. Mas, também pode ser desvantajoso quando você precisa parcelar e vai precisar usar o seu dinheiro de outra forma.

Nós selecionamos algumas vantagens e desvantagens de utilizar o serviço de débito automático na TIM. Também explicamos como ele é uma opção bastante usada em vários outros aplicativos de banco, operadoras e se ele é ou não um serviço que vale a pena para o cliente.

Continue com a gente e saiba mais sobre esse serviço de débito automático da TIM.

Débito automático vale a pena?

Afinal, será que o débito automático da TIM ou de outro tipo de empresa vale a pena? Para descobrir isso além das vantagens e desvantagens logo abaixo desse tópico, trazemos algumas informações sobre o serviço.

Essa opção é uma transferência com prazo já estipulado para envio. Assim, todo o mês você terá em seu app de banco essa opção programada para ser efetuada. Esse serviço deve ser utilizado, preferencialmente, com pagamentos que ocorrem de forma rotineira, ou seja, que você vai ter que pagar todo mês. Assim, pagamentos como contas de luz, água, internet, telefone e aluguel, por exemplo, são as melhores opções de escolha para deixar com desconto automático em sua conta bancária.

Como colocar em débito automático?

Para adicionar esse serviço vá até o seu aplicativo de banco e busque a empresa (luz, internet, telefone, etc) que deseja cadastrar. Veja quais são os dados que constam no boleto que deseja efetuar o pagamento e o cadastre. Sempre há um código de pagamento por débito automático na fatura. 

Após encontrar o código, você deve procurar a opção de cadastro, em seguida digite o código da fatura para desconto automático e confirme. Pronto! No próximo mês sua fatura ficará programada para esse tipo de pagamento.

Agora que já sabe como cadastrar o serviço, conheça as vantagens e desvantagens na adesão do débito automático da TIM.

Vantagens

Quando você paga em débito automático da TIM você consegue alguns benefícios. Veja quais as vantagens pela adesão do serviço.

Aderindo a essa função você ganha mais em comodidade ao efetuar seus pagamentos, mais segurança e não precisa se preocupar com as datas de vencimento. 

Bônus TIM Black

Os clientes TIM Black que optarem pelo serviço de débito automático da TIM ganham um bom benefício. Se o pagamento for efetuado dessa forma, o cliente ganha Bônus de 500MB/mês ao optar pela conta digital (recebendo por e-mail) + 2GB/mês do débito automático no momento da contratação + bônus de 2GB/mês pela portabilidade durante 1 ano da oferta promocional. 

Plano Controle

Para os clientes Plano Controle os benefícios também são bons. Segundo a TIM, os clientes TIM “ganham até 5,5GB: Bônus de 4GB durante 1 ano da oferta renovado todo mês + 1GB de Bônus de contratação do débito automático + 500MB da contratação da conta online”.

Caso deseje, você pode mudar para o Plano TIM BLack e ganhar em vez de 1GB de bônus, 2GB pelo serviço de débito automático da TIM.

Desvantagens

As desvantagens de adesão ao débito automático é mais de você não ter recebido o dinheiro na data do pagamento e correr o risco de pagar com juros após cair o dinheiro. Outro problema costuma a cobrança indevida duas vezes do pagamento, casos raros de acontecer. Se acontecer verifique com o Banco que você realiza pagamentos.

O cliente com garantia de ter o dinheiro sempre em dia para ser debitado em sua conta, a escolha pelo débito automático da TIM pode ser uma boa saída. Mas, para aqueles que preferem pagar sem programação é melhor continuar no modo antigo de pagamento.

Caso ocorra cobrança indevida, mantenha-se atento e faça uma reclamação.

Como ativar o serviço na TIM?

Para ativar o serviço basta cadastrar pelo app Meu TIM. Outras opções são:  ir até uma loja TIM mais próxima de você e solicitar o serviço, cadastrar via aplicativo do Banco, são sete bancos disponíveis para cadastro, ou ainda, cadastrar com algum dos nossos atendentes por telefone, ligando para o *144.

Com o aplicativo Meu TIM você adquire algumas vantagens, além do cadastro no débito automático. Você consegue ver seu consumo diário de internet, comprar mais pacotes de dados sem sair de casa, além de serviços da TIM.

Então, deu para saber as vantagens e desvantagens em optar pelo débito automático da TIM? Se ainda ficou com dúvida, confira no site da operadora as opções para pagamento.

Muitas pessoas sonham em se tornar seu próprio chefe e construir seu império a partir do zero, e até mesmo a abrir uma empresa nos EUA.

Se você estiver se mudando ou morando nos Estados Unidos, e pretende embarcar na grande aventura do empreendedorismo, deve planejar cada etapa, começando com os procedimentos. 

Obviamente, existem questões relacionadas aos vistos e ao registro da empresa a nascer.

Como em qualquer outro lugar, iniciar um negócio nos Estados Unidos requer pesquisa de mercado, um plano de negócios sólido e capital. 

A Administração de Pequenas Empresas dos EUA é uma agência oficial do governo cuja missão é ajudar e aconselhar os proprietários de pequenas empresas.

Os estrangeiros que desejam iniciar seus negócios nos Estados Unidos e que não possuem um Green Card estão sujeitos a três tipos de visto: E-1 Trader Visa, E-2 Investor Visa e EB-5 Immigrant Investor Visa.

O visto E-1 Trader

Um visto é destinado a gerentes ou especialistas envolvidos no comércio internacional. Permite que eles entrem nos Estados Unidos e continuem negociando. 

Nesse caso, “comércio” inclui transações comerciais com mercadorias ou serviços, como bancos, seguros, turismo ou consultoria.

O visto E-2 para investidores

Este visto permite que expatriados iniciem um novo negócio ou comprem um negócio existente que eles gerenciarão diretamente. Os valores do investimento variam de acordo com o tipo de empresa e, embora seja um visto de não-imigrante (não leva à cidadania), é válido por tempo indeterminado, desde que você continue gerenciando a empresa.

O visto EB-5 para investidores imigrantes

Também chamado de “Green Card de um milhão de dólares“, esse visto é para quem investe ativamente capital em um negócio novo ou existente. O investimento mínimo é de US $ 500.000 para áreas rurais ou US $ 1.000.000 para áreas urbanas. 

Você deve provar que seus fundos provêm de uma fonte legítima e que seu investimento criará pelo menos dez empregos em período integral. Com este visto de investidor, você pode obter um Green Card para residência permanente.

Estrutura corporativa nos Estados Unidos

A escolha da estrutura é uma etapa inicial e crucial na criação de um negócio. Esta etapa determinará a tributação, quem é responsável pelo risco financeiro e pelo ganho e quem tomará as decisões pela empresa. 

As estruturas legais mais comuns são: Corporação (empresa), Sociedade de responsabilidade limitada (sociedade de responsabilidade limitada), Parceria (parceria geral) e Propriedade exclusiva (propriedade exclusiva).

Propriedade exclusiva

A empresa pertence a uma pessoa. Ativos e passivos não são separados das contas pessoais do proprietário. Esse tipo de negócio é ideal para empresas de baixo risco ou para aqueles que desejam testar uma ideia antes de aumentar o capital para uma empresa mais formal.

A Parceria

Essa estrutura de dois ou mais proprietários oferece diferentes níveis de proteção de ativos. Com esse modelo, os parceiros que assumem mais riscos também têm mais controle dos negócios.

Empresa de responsabilidade limitada

Também chamado de LLC, este modelo oferece uma combinação entre parceria e negócios. Na maioria dos casos, os bens pessoais são garantidos em caso de falência ou processo judicial. Observe que, nesse modelo, os proprietários são considerados autônomos e são obrigados a pagar todas as contribuições fiscais associadas.

The Corporation

Com status estritamente reservado para grandes empresas, a Corporação protegerá com segurança os proprietários de qualquer responsabilidade pessoal. No entanto, esse modelo é mais caro para criar e requer registros e relatórios mais detalhados.

Importante: lembre-se de que as formalidades e procedimentos legais variam de estado para estado. 

Não hesite em procurar a ajuda de um contador ou advogado tributário para obter esclarecimentos ou informações adicionais sobre os procedimentos legais específicos do seu estado.

Registrando sua empresa

Depois de escolher a estrutura legal para o seu negócio, você precisará seguir várias etapas para registrar seu negócio e torná-lo uma entidade legal. Essas etapas se complementam e devem ser concluídas antes da operação legal nos Estados Unidos.

O nome da sua empresa precisará ser registrado no governo federal e estadual. Observe que o nome da sua empresa deve ser exclusivo e não pode ser usado por nenhuma outra empresa dos EUA. 

Depois que o nome da empresa for registrado, você precisará solicitar: números de identificação fiscal estaduais e federais, bem como as licenças e autorizações necessárias. Por fim, você precisará abrir uma conta bancária em nome da empresa, que receberá o dinheiro da sua empresa.

aplicativos de organizacao

Você se considera uma pessoa organizada? Não!? Então este post foi pensado em você! Hoje vamos compartilhar dicas de como organizar a sua vida, tanto pessoal, quanto profissional e, ainda, a sua casa. E sabe como? Através dos aplicativos de organização. 

Basta um telefone na mão e uma internet móvel para fazer o seu 2020 ser mais organizado, pode acreditar.

Aplicativos de organização

Os aplicativos de organização são ferramentas tecnológicas que podem te ajudar a manter o foco e ter uma vida mais organizada. Eles podem ser utilizados para organizar a sua rotina diária do trabalho e de casa, como também em ocasiões especiais, como em festas e viagens, por exemplo.

Para te ajudar, selecionamos uma lista com os cinco aplicativos mais funcionais para organizar tudo, desde as suas atividades do trabalho e do lar, como também de estudos, exercícios físicos, trânsito e muito mais. Confira! 

Trello

O Trello é o aplicativo de organização ideal para você gerenciar as tarefas do seu dia a dia. Ele é fácil de usar e oferece ao usuário a possibilidade de criar quadros, listas e cartões, para você organizar e priorizar os seus projetos. O aplicativo é gratuito e também pode ser acessado pelo computador através do seu site. 

Como funciona?

Através da plataforma é possível gerenciar os progressos das suas atividades diárias proporcionando um acompanhamento de metas e objetivos de forma organizada.

Após se cadastrar no Trello, o usuário pode criar um quadro para os seus projetos. Nos quadros, é possível criar listas para criar etapas, de acordo com o seu fluxo de trabalho. Como o site é bastante intuitivo, ele já te sugere criar três listas básicas: a fazer, em andamento e concluído. Após criar estas listas, o usuário cria os cartões para as tarefas ou informações que você deseja organizar, onde há espaço para adicionar dados, datas de entrega, checklists, comentários e outras funcionalidades.

Evernote

O Evernote também é um aplicativo feito para você organizar as suas ideias, listas e lembretes. No entanto, o diferencial dele é que pode ser anexados arquivos de diversos formatos, entre eles: vídeos, fotos e áudio, por exemplo. Além disso, ele permite anexar PDFs, recibos, arquivos e documentos     .         

Como funciona?

A ferramenta é parcialmente gratuita, ao se cadastrar você pode optar pelo plano básico ou também adquirir os planos pagos que permitem outras funcionalidades. 

Na modalidade gratuita é permitido utilizar o aplicativo em até dois dispositivos. O limite de uploads mensal é de 60MB e o tamanho máximo de nota é de 25MB. Já o acesso offline, é permitido apenas para desktop. 

Nos planos Premium e Business os limites são maiores, o número de dispositivos para usar com uma conta é ilimitado e o acesso no modo offline pode ser feito tanto em desktop ou celular.

Organizze

O Organizze é um dos mais conhecidos aplicativos de organização voltados para a vida financeira. O aplicativo é parcialmente gratuito e permite que o usuário organize as suas finanças por categorias e as controle através de  gráficos que ilustram de onde veio o dinheiro e a forma como foi gasto. 

Como funciona?

O aplicativo conta com diversos recursos, tais como: programar alarmes para lembrar do pagamento das contas que estão para vencer; controlar contas como poupança, corrente e investimento; estabelecer metas de quanto pode ser gasto em cada categoria; controle de cartões de crédito e débito, entre outras funcionalidades.

Google Agenda

O Google Agenda é um aplicativo gratuito e bastante usado mundialmente. Ele pode ser acessado via desktop ou pelo aplicativo, pois a conta pode ser acessada em ambos os dispositivos.  

Como funciona? 

Através do Google Agenda, você pode organizar todos os seus compromissos com alguns toques, como reservas de voos e hotéis, metas e demais tarefas. Outro recurso interessante, é que o aplicativo permite que você convide os seus amigos para os mais variados eventos e, na hora de enviar o convite, eles recebem uma notificação podendo aceitar ou recusar o convite, bem como  já agendá-lo também na agenda.

Optimized

O Optimized é um dos aplicativos de organização mais baixados, porém ele é pago. A proposta dele é acompanhar o seu estilo de vida e, a partir desse acompanhamento, melhorá-la. Para tanto, o usuário grava o seu dia e o aplicativo irá interpretar os dados e auxiliará a definir metas. 

Como funciona?

O aplicativo permite que o usuário acompanhe as suas atividades diárias, registre os lugares frequentados, as pessoas com quem se encontra, o seu sono, calorias, entre outras informações diversas referente a rotina. O coach virtual transforma todas estas informações e faz correlações, para você descobrir como uma caminhada afeta o seu sono, por exemplo.

E aí, gostou das nossas dicas? Com certeza, a nossa lista com os principais aplicativos de organização podem te ajudar a manter o foco e aperfeiçoar a sua rotina. Compartilha com a gente se você já usa algum aplicativo que ficou de fora da nossa lista. 

organizacao financeira

A conta do telefone celular é um item cada vez mais presente no orçamento familiar, que se não for bem administrada, pode trazer surpresas desagradáveis. Para evitar situações desconcertantes como: só poder fazer ligação a cobrar; ou enviar mensagem pedindo a pessoa que retorne a ligação, ou dizendo que os créditos acabaram; o usuário deve ter uma organização financeira.

São inúmeras as opções disponibilizadas pelas operadoras de telefonia móvel. O ideal é buscar uma compatibilidade entre o seu perfil e as ofertas, para ter o melhor aproveitamento do plano. 

Nesse post vamos passar umas dicas simples de como ter uma organização financeira e economizar a conta de celular.

Planos pós e pré-pagos

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) avaliou que os planos pré-pagos, apesar de serem os mais usados, costumam ser até 130% mais caros do que os pós-pagos em uma mesma operadora. Sendo assim, quem utiliza todo o tipo de serviço diariamente, poderá extrair mais vantagens e garantir os menores preços com o modelo pós-pago.  

Para quem não fala muito no telefone celular, o pré-pago pode ser uma boa opção. Você somente vai gastar os créditos que comprar, não correndo o risco de ter que gastar mais que o desejado. Porém, no momento em que a recarga do telefone celular começa a ficar frequente, mais do que 2 ou 3 vezes ao mês, o pré-pago pode não estar sendo um bom negócio. 

Escolha e compare as operadoras 

As ligações entre celulares de uma mesma operadora são mais baratas, e dependendo do plano, não tem custo, inclusive para ligações interurbanas. Considere fazer a portabilidade para outra operadora que lhe ofereça vantagens. 

Compare os planos entre as operadoras, esta regra é básica para qualquer aquisição de produtos ou serviços. É uma oportunidade de contratar planos mais baratos. 

Duas linhas telefônicas

Você deve estar se perguntando: com duas linhas telefônicas o custo com as contas de celular não será maior? Considere ter mais de uma linha telefônica, de diferentes operadoras. É possível adquirir celulares “dual chip”, que permitem utilizar dois “chips” em um mesmo celular.

Analise seu perfil de consumo para lhe ajudar na tomada desta decisão, inclusive para a escolha das operadoras. 

Os aplicativos que consomem dados

Outro ponto para conseguir uma organização financeira na sua conta de celular é o uso dos aplicativos instalados em seu aparelho. Levantamento da App Annie aponta que o brasileiro tem em média 80 aplicativos no celular, mas mensalmente usa apenas 40.

Sabe aquela troca de mensagens ou aquele tempo de distração no Instagram? pode fazer toda a diferença no fim do mês. Atualmente as operadoras incluem acesso ilimitado a alguns aplicativos, seja nos planos pós-pagos, pré-pagos ou controle.

Veja alguns aplicativos que mais consomem do seu pacote de dados:

Youtube – A depender da qualidade selecionada, dez minutos de reprodução de vídeos do Youtube representam consumo de até 105 Mb. A opção é escolher um plano que ofereça bônus para navegação no aplicativo. Ou salvar para ver tudo quando você chegar na rede Wi-Fi;

Netflix – A exibição de dez minutos de um vídeo da Netflix gasta, em média, 38,3 Mb, considerando as configurações automáticas do aplicativo, sem imagens em alta resolução. Se assistir um episódio de 30 minutos da sua série preferida consumirá cerca de 115 Mb. 

A dica aqui é a mesma dada para uso do Youtube. Um plano de celular que ofereça bônus para exibição de vídeos ou salvar os vídeos para ver offline da própria plataforma;

WhatsApp –  A simples troca de mensagens de texto não representa nenhum gasto exagerado no plano de dados. Mas o envio e recebimento de áudios, vídeos, GIFs e até figurinhas personalizáveis podem resultar em mais de 50 Mb a cada 20 mensagens. Sem contar as chamadas por voz e vídeo em 3G, que tem gastos maiores;

Facebook – Milhares de textos, imagens, GIFs, vídeos e links são compartilhados diariamente nesta rede. Então seu maior consumo de dados não é nenhuma surpresa.

Em dez minutos de navegação no feed, com direito a reprodução automática dos vídeos e carregamentos de fotos, links e GIFs, são gastos aproximadamente 36 Mb.

O Facebook está entre os aplicativos ilimitados mais buscados nas operadoras;

Twitter – Quem diria que os 280 caracteres do twitter tem um gasto maior do que os feeds de fotos do Instagram? Testes mostraram que dez minutos gastos no feed do Twitter, consomem cerca de 30 Mb. Esse cálculo inclui compartilhamentos e likes, e visualizações das mídias, como GIFs e vídeos com reprodução automática;

Instagram – É o que representa o menor gasto de internet. A visualização de 20 fotos, três vídeos e dez stories, por cerca de dez minutos de navegação, o consumo foi de 16,9 Mb.  

Se o seu caso é passar o tempo vendo os Stories é bom faz um levantamento se compensa procurar um plano com acesso ilimitado ao aplicativo;

Spotify – Dez minutos de reprodução de músicas, nas configurações automáticas, resulta em um gasto de pouco mais de 2 Mb. Então, em uma hora, seriam cerca de 12 Mb. O Spotify também faz parte de alguns bônus oferecidos pelas operadoras.  

Se utiliza muitos serviços, contrate Combos

Pode ser uma alternativa para sua organização financeira. Os combos costumam oferecer preços mais baratos de cada serviço, interessante para quem usa mais de uma plataforma da mesma operadora. Em vez de contratar ofertas separadas, contrate tudo em único pacote e economize.

Se você tem a internet de uma operadora, telefone e TV de outras, talvez compense mudar para um plano Combo. Nos combos você geralmente tem descontos no valor individual de cada plano e ainda ganha de graça um ponto de TV adicional.

Além de poupar dinheiro, essa opção é mais prática, já que a cobrança é feita em uma única fatura, colaborando na organização financeira. 

Esperamos ter ajudado na sua organização financeira da conta de celular. Deixe sua opinião nos comentários.

sair das dívidas

Sair das dívidas é o sonho de qualquer pessoa. Dessa forma, você poderia ganhar mais crédito no mercado e não precisaria trabalhar excessivamente para ganhar mais dinheiro.

Mas como você pode fazer isso? Nos tópicos a seguir, veremos 5 dicas úteis que vão lhe ajudar a sair das dívidas agora mesmo.

1.    Para sair das dívidas, evite acumular novas

Se você quiser reduzir e cancelar suas dívidas evite fazer novas antes de pagar as antigas. Pois quanto mais dívidas você acumular, mais bens lhe serão tirados a troco de novas finanças.

Também você alcançará um limite além do qual nenhum banco ou instituição financeira estará mais disposto a lhe dar crédito.

2.    Vender itens não utilizados

Com essa técnica você atinge dois objetivos: recuperar recursos úteis para pagar suas dívidas e esvaziar a garagem ou a dispensa, algo que não seria tão ruim assim!

Não importa o valor que você arrecadar, deposite em uma conta separada da que você normalmente usa para suas despesas, e quando você atingir um bom nível, você já sabe o que fazer.

3.    Negociar as condições

No banco tudo é negociável, mas você deve ter uma contraparte pronta para oferecer, especialmente para as dívidas em que você não oferece garantias.

Lembre-se de que você tem vantagens, porque se por algum motivo você parasse de pagar, seria um problema para eles. E, de qualquer forma, se você pudesse tirar até mesmo uma pequena comissão para pagar a prestação, já seria um bom resultado.

4.    Reduza as despesas

Sente-se e anote todas as suas despesas diárias e mensais e pense em como você pode reduzi-las.

Verifique suas faturas. Você pode economizar dinheiro usando apenas lâmpadas economizadoras de energia e máquinas de lavar apenas nos finais de semana, assim você economizará 40% da sua fatura.

Use raciocínios semelhantes para todas as despesas essenciais. Faça o teste por um ou dois meses e verá os resultados

5.    A técnica “Snowball”

A técnica “Snowball” é extremamente eficaz e aumenta surpreendentemente o seu nível de satisfação.

O conceito é simples:

Se você tirar um pouco de neve e juntá-lo em suas mãos formando uma pequena bola e depois descer “montanha abaixo”, pouco a pouco a bola vai aumentar de volume e, uma vez que chegue ao vale, ela se tornará enorme.

Aqui, você precisa recriar o mesmo efeito. Faça uma lista de todas as suas dívidas, da menor a maior em termos de capital a ser pago. Se duas dívidas tiverem capital semelhante, insira aquela com a maior taxa de juros em primeiro lugar.

Depois disso, concentre todos os recursos disponíveis para pagar a parcela menor da dívida, enquanto para os outros você paga o mínimo (talvez até mesmo a taxa de juros).

Sempre que você fechar uma dívida, use os recursos adicionais para atacar o valor principal da próxima dívida, e assim por diante. Você verá que cada passo aumentará sua capacidade de economizar e, portanto, também de ação.

6.    Reinvestindo somas adicionais

Seu objetivo é reduzir o valor principal de suas dívidas. Por esse motivo, todas as somas adicionais que você recebe devem ir nessa direção, sem exceção.

Bônus de trabalho, décimo terceiro, prêmio, herança, presente, bônus de imposto, descontos. Todas as somas recuperadas devem ser reinvestidas em seu único objetivo, reduzir o valor do principal!

Você pode acumular essas receitas extras e investi-las por um período, formando um capital que pode reduzir significativamente ou encerrar permanentemente sua dívida.

Conclusão

Gostou das dicas? Então não deixe de coloca-las em prática agora mesmo. Elas com certeza lhe ajudarão a sair das dívidas em pouco tempo, e poderá voltar a usar seu dinheiro para si mesmo em pouco tempo.

empreendedores iniciantes

Está em busca de dicas de gestão? Se sim, pode ser que você esteja iniciando agora e esteja curioso para saber como fazer isso com o pé direito! Se é este o seu caso, leia os tópicos a seguir, onde encontrará os melhores conselhos.

1.    A primeira das dicas de gestão: planeje seus objetivos

Fazer uma lista de coisas para fazer ao longo do dia ajuda a focalizar e delinear. O planejamento permite que você entenda quais são as atividades mais importantes e quanto tempo elas levam, evitando desperdiçar energia tentando lembrar o que você precisava fazer.

Você pode optar por usar o método clássico com caneta e papel ou confiar em um dos muitos aplicativos de gerenciamento de tempo disponíveis on-line. O importante é usá-lo de forma consistente.

2.    Mantenha o foco

Ser um empreendedor muitas vezes força você a ser multitarefa, mas tenha cuidado para não fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Concentre-se nas coisas que você precisa fazer, dê prioridade ao espaço e concentre-se em cada uma delas.

Você deve ser o mais preciso e rápido possível, pois seus compromissos sempre serão maiores. Então, se você ainda não tem, é hora de encontrar uma maneira de organizar suas atividades e manter o foco.

Se você acha que não vai perder seu tempo de qualquer forma, tente prestar mais atenção ao que você faz durante o dia e monitore os horários. Provavelmente há algo que faz você passar mais tempo do que deveria, mas ainda não percebeu.

Existem vários aplicativos para gerenciamento de tempo que ajudam você a organizar seu dia de forma eficiente, bem como muitas técnicas a serem aplicadas na prática.

Entendeu por que essa é uma das melhores dicas de gestão?

3.    Invista em você mesmo

Desenvolver um negócio significa investir em sua própria ideia e investir, por sua vez, significa colocar em jogo e arriscar seus recursos econômicos e mentais. Não tenha medo de arriscar se estiver investindo em algo em que realmente acredita.

Reflita sobre as coisas que compõem sua vida cotidiana, e você notará que muitos destes foram obtidos por investir algo em você.

4.    Mantenha a informação em mãos

A informação é muito importante para todas as empresas. Certifique-se de ter acesso aos dados de que precisa a qualquer momento. Em seguida, configure um sistema de arquivamento digital bem organizado e acessível.

Para ser um empreendedor de sucesso, tente desperdiçar o mínimo de tempo possível, especialmente no que diz respeito ao trabalho. Encontre o seu caminho para armazenar fácil e rapidamente o que você precisa.

5.    Cultive relacionamentos

Ser um empreendedor leva você a se concentrar muito em si mesmo e em todas as coisas que você precisa fazer. Mas parte do seu trabalho é encontrar ideias, procurando oportunidades de fazer negócios ou parceiros para o seu negócio. Cultive relacionamentos com as pessoas.

A vida privada e profissional agora ocorre acima de tudo na Internet, mas não negligencie a importância de uma reunião presencial com um cliente ou um colaborador.

A comunicação também ocorre através da linguagem corporal e expressões. Você pode pegar afinidades inesperadas conversando com as pessoas cara a cara. Além disso, você nunca sabe onde sua próxima oportunidade imperdível está escondida. Não se negue nada.

Conclusão

Essas são as melhores dicas de gestão para iniciantes. Ao coloca-las em prática, você notará uma grande melhoria na produção do seu trabalho, e com certeza poderá tirar bom proveito disso. Por isso, o que acha que aproveitar essas dicas agora mesmo.

microempreendedor

O sistema do MEI é muito utilizado em todos os meios empresariais, mas se você é um empreendedor novato, pode está se perguntando o que é MEI e se ele realmente será útil para seu negócio.

Se identificou? Então confira agora mesmo a resposta a sua pérgunta.

O que é MEI?

MEI é uma sigla para Microempreendedor individual. Este é aquele profissional autônomo ou que tem um micronegócio.

MEI é um registro oficial que realizado no governo para estes profissionais.

Depois que o cadastro for realizado, você terá um CNPJ, mas irá precisar emitir a nota fiscal do MEI e irá ter obrigações e direitos como uma pessoa jurídica.

Isso quer dizer quer você pagará impostos a respeito das atividades desenvolvidas.

Porém, estes impostos são bem baixos. Eles chegam a ser menores que os de PME (Pequenas e médias empresas).

Dessa forma, o contador para administrar suas finanças pode ser dispensado.

Agora que você já sabe o que é MEI, vejamos aqui algumas perguntas comuns:

Quanto pago por mês para ser MEI?

Os impostos serão pagos mensalmente. Vejamos abaixo os valores atuais, mas é claro que eles podem sofrer mudanças anualmente:

  • Comércio – R$52,85
  • Prestação de Serviços – R$51,85
  • Indústria – R$47,95

Estes valores já incluem as contribuições de Previdência Social, ICMS e/ou ISS

Quem se cadastra no MEI não precisa pagar outros impostos como IRPJ, PIS, COFINS, IPI e CSLL.

Tenho algum direito trabalhista através do MEI?

Sim, você tem os direitos de um trabalhador contribuinte, como aposentadoria, licença maternidade e até mesmo afastamento remunerado por problemas relacionados a saúde.

Como saber se eu posso ser MEI?

Para saber se você pode ser MEI basta que verifique se a sua atuação está na lista oficial da categoria.

Ele foi criado apenas para regularizar a situação de profissionais que trabalham de modo informal, e dessa forma, beneficia empreendedores que recebem o que chamamos de um teto básico, sendo este estipulado pelo governo.

Em 2018, o MEI era pronto para ganhos anuais de R$ 81 mil. Porém, este valor está em constante reajuste todos os anos. Confira no site do MEI as atividades permitidas para que você saiba se realmente se enquadra nos padrões.

Sabemos assim, que nem todos os profissionais irão se encaixar no MEI. Tais como dentistas, advogados, médicos e outros.

Se você está trabalhando em uma empresa e procura realizar alguma atividade remunerada, você pode ser MEI também, de modo que atenda as exigências de profissionais que se dedicam apenas ao empreendedorismo pessoal.

Porém, não posso deixar de mencionar uma desvantagem um tanto ruim: neste caso, o profissional acaba por perder seu direito ao seguro desemprego após uma demissão sem justa causa.

Isso faz com que algumas pessoas pensem se realmente devem realizar um cadastro no MEI ou não.

Quais as pessoas que não podem ser MEI?

Veja abaixo alguns exemplos de pessoas que não podem ser MEI e qual o motivo:

  • Beneficiados de programas do governo, tais como pensão ou seguro desemprego. No caso de ser o segundo caso, o cadastrado no mei precisa abrir mão de seu benefício a partir do mês seguinte da regularização.
  • Funcionários públicos
  • Estrangeiros com visto provisório brasileiro
  • Proprietários ou sócios (mesmo que majoritário) de outra empresa
  • Profissionais liberais com ganhos acima de R$ 81 mil por ano (confira os valores anuais)

Conclusão

Gostou de saber o que é MEI e outros detalhes importantes? Se sim, não deixe de guardar este artigo em um local de sua preferência. Assim, você pode aproveitar as informações e usá-las conforme o necessário ao se tornar um microempreendedor.